terça-feira, 17 de maio de 2016

Sobre a Lei ROUANET e o Ministério da Cultura.

O maior textão da vida:
Eu, como profissional de audiovisual, não consigo entender e preciso falar.

SOBRE A LEI ROUANET E O MINISTÉRIO DA CULTURA.

Esse post foi inspirado numa coisa que tive que ler hoje, e o pior, de uma pessoa que respeito muito e que o filho trabalha com cultura, nele ela criticava o Ministério da Cultura e a cultura nacional como um bando de vagabundos que não trabalham e mamam nas custas do governo.

Tentei dizer que tudo era cultura, inclusive TV, onde eu trabalho, por exemplo (cá entre nós, muita gente não sabe, mas o pessoal que trabalha em TV trabalha pacas: jornadas de 20 horas, não temos fds de folga, nem feriado, nem férias direito... trabalhamos Natal, ano novo, na chuva, no sol, a maioria das vezes somos terceirizados sem nenhum beneficio, nos enfiamos em favelas, na lama, no esgoto, em tiroteios, viajamos mais do que ficamos em casa... enfim, não acho que o pessoal seja TÃO vagabundo assim), mas vamos lá. O que me inspirou na verdade foi a resposta, que foi essa: “Gente ja deixei claro e vou repetir... Eu odeio o PT E TUDO O QUE ELE PREGA... Simples assim.

Ufa, primeiramente, tudo bem odiar o PT, mas TUDO que ele prega? Sem discernimento pessoal? Você odeia os projetos sociais, as lutas de inclusão, os direitos dos LGBTS, das mulheres? Você pode e deve odiar tudo de ruim que o partido tem, mas não TUDO... TUDO é burrice, porque aí não te faz discernir o certo e o errado. Assim como não da pra concordar com tudo de um governo, não da pra discordar com tudo.

Mas nem é disso que eu vim falar, é do Ministério da Cultura, e acreditem vocês ou não, o Ministério da Cultura é uma coisa, o PT é outra. Chocante né?

Um pouco de historia:
Ministério da Cultura foi criado em 1985, pelo Sarney (tá aí, um exemplo de alguém que eu odeio, mas não posso odiar TUDO). Ele virou Secretaria da Cultura por dois anos no governo Collor, mas logo voltou a ser Ministério no do Itamar Franco. Em 1999 Fernando Henrique viu a importância do Ministério e ampliou seus recursos e estrutura. Viram uma coisa em comum em tudo que acabei de falar? Tem sim, NENHUM desses governantes eram do PT.

Inclusive, pasmem, o ministro da cultura não era do PT. 
Continuando...

Minha duvida é, que parte do Ministério da Cultura vocês não gostam? Das exposições, programas de TV e músicas que não fazem parte do seu gosto particular? Hmm, me parece um motivo estúpido. Sabe o que é cultura? Coisa pra cacete, todas as exposições, todos os museus, todas as fotos, todos os programas de TV, todas as musicas, todos os filmes, todos os festivais, toda arte, toda dança, toda orquestra, todo coral, todo vídeo, todo stand up, todo teatro, todo musical, ufa, e ainda faltou coisa pra caceta. Sério, tudo isso é cultura sim. Também é cultura coisas que você não gosta, porque ninguém aqui é dono da verdade do mundo.

Tem gente que não gosta de Van Gogh e gosta de Romero Brito, os dois são cultura. Tem gente que odeia Chico e ama Catinguele, quem sou eu pra questionar?

Uma coisa é GOSTO outra é CULTURA.

Se você não gosta da intervenção com um cara enfiando o dedo no cú do outro, NÃO VÁ. Teve gente pra caramba que foi, eles devem ter gostado. Mas sim, isso é cultura, concorde você ou não. 

Quando a gente viaja acha tudo lindo, as exposições de graça em NYC, os museus de graça em Londres, os muitos festivais pela Europa, as musicas ao ar livre, o cinema. Já no Brasil não, é coisa de petralha (?!?!?!?!).

Sabe o que também é cultura? Ensinar musica, dança e arte em comunidades pobres. Quem pode odiar isso?

SOBRE A LEI ROUANET
A maior critica que vejo é sobre a Lei Rouanet.
O que é a Lei Rouanet? Não quero ser irônica, tem gente que realmente não sabe e só cospe informação que ouviu na manicure.

Primeiramente, é óbvio que ela esta cheia de buracos, falhas e merece criticas, mas as criticas que mais vejo as pessoas fazendo são criticas que não procedem. É óbvio também que tem pessoas que abusam dela, assim como tem funcionário publico que se aproveita do cargo e dos benefícios que ele trás, tem médico que faz um dedo de borracha pro coleguinha bater ponto em postinho de cidade miserável, tem amiguinho de médico que abusa do atestado no trabalho, tem quem compre a carta de motorista, tem quem compre o policial... mas aí a gente esta falando de caráter pessoal, e o Ministério não tá podendo julgar isso.

Leis de incentivo a cultura tem no mundo inteiro, são leis de incentivo fiscais basicamente. Uma empresa ganha um desconto nos impostos, caso ela comprovadamente incentive a cultura.

A primeira lei de incentivo a cultura no Brasil surgiu no governo Sarney, não no PT. Ela chamava Lei Sarney, devido a notória prepotência dessa família. Foi no governo do Collor que Sergio Paulo Rouanet, então Ministro da Cultura, deu uma melhorada na Lei Sarney e então criou essa nova lei de incentivo a cultura, posteriormente batizada de Lei Rouanet em homenagem a ele.

Qual é o sistema da Lei Rouanet? Como ela funciona em geral?
Você manda um projeto para o Ministério da Cultura de alguma coisa (projeto bem bem explicadinho e detalhado, com gastos, prazos, orçamento, cronograma....), por exemplo: Eu Odeio o PT – O Projeto.

O Ministério vai avaliar uma lista de coisas nesse projeto (tem a lista completa do que no site do ministério, são coisas bem coerentes), caso você tenha esse projeto aprovado pelo Ministério da Cultura sabe o que acontece?

**** BREAKING NEWS: VOCÊ NÃO GANHA 
DINHEIRO NENHUM DO GOVERNO. SÉRIÃO. 
NEM UM REALZINHO. NADA. ****

Simplesmente você ganha a POSSIBILIDADE de 
captação de verba pelo Ministério da Cultura. 

O que isso significa? 
Digamos que meu projeto custou 1 milhão de reais, então eu peço pro Ministério da Cultura liberar essa verba para captação. Como você vai fazer essa captação? Indo atrás de empresas (ou pessoas físicas) que queiram apoiar o seu projeto. Se a empresa se interessar por ele, ela vai receber a autorização de utilizar UMA PARCELA do imposto de renda dela para ajudar a financiar o seu projeto.

Essa parcela é de 4% do imposto total de renda para empresas e 6% para pessoas físicas. Para uma empresa conseguir doar 1 milhão o imposto de renda total dela tem que ser 25 milhões. Então a empresa faz essa doação de 1 milhão para o projeto através da Lei Rouanet, e no ano seguinte ela consegue descontar esse milhão do imposto dela.

Deu pra entender? Desculpa se as vezes me embanano nas palavras.

O que as empresas ganham com isso se elas continuam gastando a mesma quantidade de imposto? Elas são legalzonas e pensam na cultura? Não, na verdade elas usam isso como merchan em beneficio próprio, dizendo que incentivam a cultura e tendo seu logozinho em filmes, peças, nomes de teatros, cinemas, festivais musicais, etc... Uma mão lava a outra e o governo nem sem molha.

A burocracia da Lei é bem chatinha, não é só ligar lá no ministério não viu? O projeto é bem complexo e você precisa entregar pra empresa que doou a verba todas as notas fiscais do projeto, porque ela precisa disso pra justificar no abate do imposto de renda.

Resumindo: O que a lei faz? Faz com que se o seu projeto for aprovado, você consiga ir em empresas e pedir patrocínio, dessa maneira as empresas conseguem dar essa verba para cultura ao invés de pagar em impostos. O dinheiro vai direto pro projeto, não passa pela mão do governo pra ninguém mamar. O dono do projeto pega esse dinheiro, leva pra casa e gasta com outra coisa? Não, ele tem que prestar contas pro ministério e pra empresa de como o dinheiro foi gasto, com notas fiscais e toda a burocracia possível que existe no país.

Muitos projetos culturais só são viáveis pela Lei Rouanet, principalmente os das pessoas e instituições com menos grana.

O governo do estado de São Paulo, tem o PROAC, que faz mais ou menos a mesma coisa que a Lei Rouanet.

O GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO DO PSDB.
Obrigada!

TODOS os filmes nacionais tem apoio do Ministério da Cultura, inclusive os daqueles artistas escancaradamente de direita. Porque cultura não tem nada a ver com política.

E pra terminar (se alguém chegou até aqui), por mais que pareça difícil de diferenciar, CULTURA É UMA COISA, EDUCAÇÃO É OUTRA, e os dois tem que ser tratados com extrema importância e individualidade, porque a longo prazo são as únicas coisas que realmente podem mudar o Brasil.

Ah não, e pra terminar mesmo o ponto que eu queria chegar.
Você pode odiar o PT e não odiar a Cultura.
Ufa, agora sim!

Ps: cultura gera retorno financeiro para o governo, diminui criminalidade, abre portas e fronteiras, gera conhecimento, e lógico muita diversão (e isso não pode ser ruim).







Natalia Tavares
foi coordenadora de conteúdo na Band: CQC, O Mundo Segundo os Brasileiros, Polícia 24h, Masterchef - e diretora de externa na Rede Record.

___________________

"Um país sem cultura é um país sem futuro".
___________________

Obrigado Naty pela explicação e conteúdo.

segunda-feira, 16 de maio de 2016

Homenagem no prato...

Meu irmão mais velho, como foi o mais mimado primeiro filho... meus pais mandaram fazer um prato com o rosto dele e todo cheio de detalhes de ouro (meu camarada... ouro!)... nem sei quanto deve ter custado isso na época, pois meus pais nunca tiveram grana... professora do estado casada com policia rodoviária militar... tanto que ficaram só nesse prato mesmo, apesar de vir mais dois filhos depois rs (meu irmão do meio e eu ficamos sem).

Mas o que importa não é eu e meu irmão do meio... o que importa é que minha sobrinha, filha desse meu irmão homenageado com o prato frescurento, brincou dizendo que queria um prato com o rosto dela também!
Foto de cima esta eu e ela em 1997.

E como ela sempre foi muito apegada comigo e me fez essa homenagem (me chamando inclusive de "bonitão") a quase 20 anos... eu resolvi bancar e fazer um prato pra ela com o rosto dela! E mais que isso! Eu mesmo iria produzir e criar a arte...

...e ficou assim hauhauhauhua...
...um pouco mais humilde...
...pratinho de plástico e tal...
...mas o que vale é a intenção!
...hauhauHUAHAahuahu...

E essa foi a homenagem sobre a homenagem!
...instagram...

...obrigado pela visita!

terça-feira, 10 de maio de 2016

Passo a passo Lustre / Mão Cyborg

Empolgado com a ideia do skate e com mais um quarto precisando de luz/lustre... fui pesquisar, pensar no que poderia ser feito pra resolver esse problema e de quebra deixar o apartamento com a minha cara... antes da mão de cyborg, eu pensei numa mão de zumbi e até numa mão do Hulk... ambos segurando a lâmpada... pesquisando material para fazer, pensei em argila e em gesso, tirando como forma, uma luva cirúrgica ou na raça (o que iria me faltar habilidade)... mas encontrei essas mãos de madeira que servem para modelo de desenho e tal... foi como começou... aí vieram os rabiscos e rascunhos...

Detalhes do projeto, rabiscos desenhos, o avanço que ele teve através das fotos tratadas no instagram e algumas mídias sociais que compartilharam e/ou comentaram... ate mais para quem curtiu a ideia, mas não quer saber como foi feito, tem um resumo que ficou bem legal e que quis separar, para não deixar esse post muito grande, logo nesse ficou a parte "técnica"... e nesse outro ficou o resumo que você pode acessar clicando aqui!

Foi quando vi essa mão no mercado livre que tive a ideia de fazer a mão do cyborg... e como sabia que iria utilizar ou estragar uma delas... comprei logo duas.

E vamos começar a desmontar pra só depois... 
... descobrir como vou montar rs.

Ela é muito bacana, mas o dedão é totalmente torto... não lembra nem de longe o movimento de um dedão de uma pessoa que tem os movimentos dos dedos normais huahau... então quebrei desencaixei e mais pra frente vou colar de novo numa posição melhor.

Já pensando no fio que vai ter que passar pelo meio da mão (agora que desmontei e vi que daria pra passar rs), eu fiz esse furo na palma da mão e que vai até a base do pulso... que por sua vez já é furada e o fio passa numa boa.

A mão sem nada... somente prateada... acho até que ficaria legal, mas quis dar uma modificada e pensei numa luva de couro... sabe uma luva de motoqueiro cyborg? Não? Então...

Peguei uma luva velha que iria para o lixo e cortei os dedos.

Reciclagem!

Claro que a luva não ficou nem um pouco certa na mão de madeira... então tive que improvisar com alfinetes e super cola... ainda esta esquisito, mas depois melhora... um pouco.


Essa madeira eu tenho só pra fazer esses trecos sem arranhar, sujar o chão com cola, etc... e ela quebra mó galho... fica a dica rs.

Primeiro teste do reator com a lâmpada fria que vai iluminar o quarto... ela é fácil de instalar, você encontra tudo em loja de material elétrico e necessita de conhecimento básico para montar... caso não seja seu caso, peça para alguém que manje pra te ajudar... Meu Deus, peça a um adulto caso você seja uma criança rs... a gente nunca sabe quem esta vendo o blog rs...

Mais uma foto do teste... funcionou... ok!
Agora esquece a elétrica que esta muito cedo pra isso.

Hora de dar uma estilizada nessa mão!

Com massa epóxi fui deixando a criatividade trabalhar rs... você não precisa necessariamente fazer esses formatos... porra você pode fazer o que quiser... óbvio rs... só manda o resultado pra mim depois de pronto pra eu ver como ficou rs.

Colocando o dedão na posição que ele vá apoiar e segurar a lâmpada sem risco de queda... e massa epóxi nele... no detalhe pode-se ver também o buraco que vai passar o fio.

Coloquei umas "pontas" de massa epóxi também no pulso, pra dar uma estilizada e deixar meio motoqueiro fantasma cyborg roqueiro motoqueiro... caralho... viajei.

Mais fácil de ver por esse ângulo.

Ou esse!

E assim termina a primeira parte...
...a base para o projeto! E na sequência vem...
...a pintura!

E meu estúdio para pintar foi essa caixa de papelão!

Caralho... lembra da porra do buraco... depois que pintar vai ser foda difícil de fazer essa merda esse buraco!

E dá-lhe tinta!

Esse é o tampão que vai no teto... como quero dar a impressão de que o teto esta quebrado e a mão esta saindo de um buraco... o tampão ficou preto.

Esses são as tampas de tubo de PVC que eu inventei para ficar envolta do soquete da lâmpada... ele é frágil e ficaria esquisito sem algo protegendo... minha ideia foi usar isso e apesar de aparecer eu pintando de preto, depois mudei de ideia e pintei de cromado também.

Tinta cromada no pulso!

E um toque de mão simbolizando que esta tudo certo!

Ou não!

Como ela era antes do preparo até aqui.

Mais alguns detalhes.

E agora, já com a luva que pintei de preto usando o spray... demorou pra caralho muito pra secar... se tiver outra ideia... utilize-a!

Detalhe nas laterais.
E fim de mais uma parte...
...agora é a vez da instalação a frio!

Instalação a frio, pois apesar de passar o fio e fazer toda instalação no lustre, ainda não vou ligar nos cabos de energia que ficam no teto...

...vou apenas montar e deixar pronto pra instalar a quente.


Coloquei um cabo de aço pra dar uma sustentação maior do que apenas o fio... e com algumas arruelas e muita gambiarra... ficou firme... até hoje não caiu pelo menos rs.

Detalhe de onde o fio passa.

Agora todo o esquema... o fio, a mão e as conexões com os dois soquetes da lâmpada... agora é só instalar no teto... ou não... ainda falta preparar a arte do teto e pra isso fiz alguns testes... alguns deram errado...
...a arte do teto!

Primeiro encaixar o reator na caixa do teto... ficou muito justo e quase não encaixou... forcei daqui, lixei dali e acabou entrando... mas foi foda difícil.

Olhando de baixo ficou assim.

E a "arte" começou assim...

...utilizando...

É, não deu certo e nem foi muito longe a tentativa!

Foi quando tive a ideia de usar uma chapa!

Sim... a chapa é do meu tórax e esta tudo bem com ele rs...

Fazia muito esse molde quando era moleque e achei que essa minha experiência faria diferença... bom... não fez... e caguei... e ferrei... e fodi... e caguei o teto!!!

A ideia era colocar ele no teto e tacar o spray preto!

Dessa forma...

...e a merda ficou assim!
A tinta passou da chapa e pintou onde não devia pintar!

Esquece a ideia da chapa e vamos pro mais provável de dar certo.

Pode até não ter ficado da melhor forma, mas usando o contact, eu sabia exatamente como iria ficar... e ficou...

Claro, sem dar mais chance para erros... fui medindo tudo!

E ficou assim...

 
Vendo de baixo!


Para fixar a mão no teto, tive que prender o cabo de aço de alguma forma e o jeito que fiz foi assim... utilizando a fita de metal perfurada (que sobrou do skate / lustre, não sabe do que estou falando? Clica aqui!).

E a fixação ficou assim!

Ai meu Deus... últimos ajustes!


Mais alguns apertos... pros dedos ficarem mais firmes e não derrubarem a lâmpada... e vamos para a...
...montagem a quente!

Claro que com a eletricidade desligada!
Conexões dos fios que vão nos dois soquetes!

Força tudo lá pra dentro de uma forma que não quebre e nem solte nenhuma conexão... essa parte também foi embaçada!

E lá vem a mão!

Vai que cabe!!!

Cabeu!!!

E putaqueopariu ficou assim!

 
Por outro ângulo!

video 
Teste acendendo!

E ele aceso!

Desse lado não consegui esconder muito bem o fio!
Então deixei esse lado pra parede!

Apesar de a ideia era deixar uns fios meio pendurados e tal... dando a entender que o cyborg estava destruindo tudo mesmo... mas acabou ficando mais clean e deixei assim mesmo.

Pro instagram ficou assim!

Não esquece de acessar o post com as fotos que foram pro instagram, é um resumão com as fotos tratadas, montagens, os desenhos do projeto e etc que estão nesse link!

Acho que é isso! Espero que tenha gostado!
 Obrigado pela visita!

Para me seguir no twitter: http://twitter.com/cassiusvallim